Administrar um negócio pode ser um grande desafio para muitos empresários. Contudo, para auxiliar nesse processo, existem metodologias de gestão empresarial que facilitam muito essa tarefa, sendo um grande diferencial para quem as aplica.

A adoção desses métodos pode transformar a gestão de uma empresa. Eles demonstram uma série de fatores que podem ser implementados para o empresário entender o seu negócio e tomar decisões vitais para o seu crescimento.

Neste artigo, discorreremos sobre as principais metodologias de gestão empresarial e a forma como elas são aplicadas no negócio. Continue a leitura!

1. Ciclo PDCA

O Ciclo PDCA — também conhecido como Deming — se popularizou no mundo na década de 50. Ele é implementado nas empresas para acompanhar despesas operacionais e tentar reduzi-las. Cada uma das letras da sigla tem um significado importante. São eles:

  • P de Plan, que em português significa planejar, estabelecer metas, traçar planos e indicadores;
  • D de Do, que significa executar atividades designadas na fase anterior;
  • C de Control, que verifica a adequação dos resultados;
  • A de Act, que pode ser traduzido como verificar a adequação dos resultados aos objetivos e metas definidos.

2. Balanced Scorecard

Outro exemplo de metodologias de gestão é o Balanced Scorecard. Basicamente, trata-se de uma metodologia de gestão que é capaz de calcular o desempenho da empresa em direção a suas metas de longo prazo. Isso é feito utilizando indicadores que atuam nas seguintes perspectivas:

  • financeira, para verificar se os investimentos geram retorno;
  • de mercado, visando responder se os clientes estão satisfeitos com o serviço ou produto comercializado;
  • os processos internos, essenciais para entregas de qualidade;
  • por fim, os aspectos de aprendizado e conhecimentos necessários para a equipe gerar o resultado esperado.

Nesse sentido, o empresário utiliza essas ferramentas para mensurar a eficiência de sua gestão e liderança. Assim, ele pode apurar o seu grau de participação no mercado (Market Share) para entender melhor o perfil do seu público, por exemplo.

Além disso, ainda é possível otimizar os seus processos internos. Ou seja, analisando aqueles que têm menores índices de retrabalho ou acidentes laborais. Dessa maneira, o investidor pode focar em medidas de correção e segurança dos fluxos de trabalho.

3. GPD

GPD é a sigla utilizada para designar o termo Gerenciamento Pelas Diretrizes. Ele se desdobra para as metas de todos os níveis de uma organização. Basicamente, ele trabalha em um regime de causa e efeito.

Exemplificando, se um supervisor não bate a sua meta, o resultado dos demais setores serão afetados. Toda essa metodologia ocorre em 3 pilares, são eles:

  • inovação;
  • resultados;
  • mudanças que precisam ser implementadas.

Nesse sentido, o GPD proporciona uma necessidade de alinhamento entre as metas que foram determinadas e a criação de diversos planos de ação. Os funcionários de todos os departamentos devem ter atenção à necessidade de controlar as suas atividades cotidianas.

As diretrizes da organização são repassadas a cada nível. Assim, são monitoradas em um ritual periódico de acompanhamento. Os supervisores e, até mesmo, o dono do negócio devem saber quais são as informações a serem levadas para reuniões que devem ser realizadas.

4. Project Management

O Project Management — gestão de projetos, em português — é um emaranhado de práticas e competências utilizadas com o objetivo de executar, planejar, monitorar e controlar todos os projetos de uma empresa. Explicando em outras palavras, essa metodologia de gestão tem por objetivo analisar tudo o que é feito para garantir que um projeto seja executado.

Nesse sentido, podemos chegar à conclusão de que deve ocorrer nos seguintes momentos:

  • criação de um plano para realização de projeto;
  • motivação da equipe;
  • gestão e prevenção de riscos;
  • elaboração de um controle e cronograma do projeto;
  • elaboração de um orçamento;
  • encerramento de uma iniciativa, etc.

5. Body of Knowledge

O Body of Knowledge — ou, simplesmente, BoK — pode ser traduzido como conjunto de conhecimentos. Basicamente, significa os principais ensinamentos ou habilidades essenciais para desenvolver o trabalho em um setor específico.

Esse conceito é muito utilizado em processos de recrutamento. Por meio dele, é possível definir os mais diversos pontos necessários e esperados de um colaborador que assumirá uma vaga.

6. Scrum

A metodologia Scrum é um processo que consiste na divisão de um projeto em ciclos reduzidos. Cada um desses é conhecido como sprints. Os funcionários fazem uma lista de funcionalidades necessárias para alcançar um objetivo pré-definido, que pode ser desenvolver um produto, por exemplo.

Em seguida, classificam cada um dos ciclos em ordem de prioridade. Essa lista orienta as atividades a serem desenvolvidas pela equipe de gestão de projetos, que se organiza para efetuar as entregas de acordo com cada sprint.

Quando cada ciclo se encerra, é realizada uma reunião para rever as medidas adotadas. Assim, é possível validar e adaptar o produto ou serviço criado, apontando pontos positivos, negativos, forças e fraquezas.

7. PMBOK

O PMBOK é um guia de gerenciamento de projetos conhecidos internacionalmente. Ele é dividido em 10 áreas de conhecimento, são elas:

  • a integração;
  • o escopo;
  • o tempo;
  • custo;
  • qualidade;
  • recursos humanos;
  • área de comunicação;
  • gestão de riscos;
  • aquisição e stakeholders, que são partes interessadas.

As orientações do PMBOK são implementadas em todos os segmentos corporativos. Tanto em áreas mais operacionais quanto na parte de inteligência do negócio, vendas, etc. Sua estratégia tem como foco principal a entrega final do projeto.

Por exemplo, a gestão de recursos humanos ensina o gestor a planejar o processo de recrutamento e seleção, bem como a mobilização e desenvolvimento de uma equipe. Assim, ele abrange desde a configuração do organograma de um novo departamento até a avaliação dos relatórios dos membros de um departamento.

Por fim, nós podemos concluir que as metodologias de gestão empresarial atuam em diversos segmentos da própria empresa. Cada uma delas tem finalidades específicas. Sendo assim, é importante conhecer todas elas para aplicar nos momentos corretos no seu negócio.

Gostou deste artigo? Que tal continuar recebendo nossos conteúdos a partir de agora? Então, assine a nossa newsletter e fique atento à sua caixa de e-mails recebidos. Todas as vezes em que um novo conteúdo for postado, você receberá uma mensagem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>