Não perca a conversa com os especialistas sobre o futuro da tecnologia e das conexões humanas.

O que é SEO para Agências Governamentais?

dezembro 30, 2021

Quantas vezes você já procurou informações relacionadas ao COVID na sua cidade? Informação de impostos? Fatos ou lugares turísticos?

E quantas dessas informações foram dadas por uma página oficial do governo? Idealmente, um usuário gostaria de obter estas respostas por meio das informações oficiais, mas, infelizmente, isso nem sempre acontece.

Existe um mito entre a indústria de SEO de que os mecanismos de pesquisa de alguma forma protegem os sites do governo e permitem que eles sejam classificados independentemente dos seus problemas técnicos, falta de conteúdo bem estruturado ou uma má experiência do usuário. Isso não é verdade. Os sites do governo são como qualquer outro e precisam seguir as diretrizes estabelecidas para obter tráfego.

A otimização de mecanismos de pesquisa para sites governamentais é um dos cenários de SEO mais complicados e desafiadores que você pode enfrentar. Muitas das ideias mais comuns sobre como gerenciar, implementar e medir um projeto de SEO são inadequadas para esses casos, exigindo uma mentalidade diferente para ser executada com sucesso.

Este é um tópico muito relevante para não ser amplamente discutido. No entanto, não encontramos muitas informações sobre o trabalho de SEO neste tipo de website. A maioria dos artigos repete os mesmos princípios básicos de SEO (como “usar palavras-chave e criar um mapa do site”), mas com poucas ou nenhuma orientação ou conselho para entender o que torna esses tipos de sites diferentes, bem como os desafios mais comuns que você provavelmente enfrentará.

Tipo de sites das Agências Governamentais

Esses sites podem operar em diferentes níveis e tamanhos, desde o nível do país até o estado ou cidade. Em qualquer país, você esperaria vários sites de propriedade do governo para diferentes fins. Neste artigo, estamos nos referindo especificamente a:

  • Sites criados e mantidos sob supervisão da entidade estadual ou governamental, sem foco comercial ou de marca. Em outras palavras, sites que não estão vendendo coisas (produtos, serviços, espaço publicitário) e não estão tentando “construir uma marca (comercial)” para monetização futura.
  • Sites públicos ou sessões públicas destes. Sites ou seções que requerem um login ou que de alguma forma evitam ativamente ser visível aos usuários não fazem parte do escopo de SEO.
  • Sites que pretendem ser a “fonte única da verdade” que fornecem as informações mais atualizadas e precisas disponíveis ao público.
  • Qualquer domínio de nível superior. Normalmente, a extensão “.gov” está relacionada a sites do governo. No entanto, eles podem usar qualquer domínio ou subdomínio de nível superior. Em muitos países, eles nem usam a extensão .gov.
  • Agências multinacionais, como entidades não relacionadas, às vezes também podem ser consideradas no escopo.

Alcance e impacto: o porquê

Trabalhar para sites do governo pode ter um alcance mais significativo do que você pode imaginar e influenciar profundamente a vida de milhões de pessoas, e isso é algo que não deve ser considerado levianamente.

Estes são alguns exemplos de como é importante considerar esse tipo de site tendo em conta o SEO:

  • Bolsas de estudo
  • Subsídios sociais
  • Benefícios de desemprego
  • Programas de saúde e vacinação
  • Benefícios fiscais e diretrizes
  • Restrições ou requisitos de viagens
  • Documentação oficial (passaportes, identidades nacionais, registros públicos)
  • Informações em tempo real sobre desastres naturais ou emergências.

Essas informações podem impactar indivíduos e empresas, dependendo do seu desempenho nos resultados da página do mecanismo de pesquisa. Pense na pessoa que não conseguiu encontrar notícias sobre um benefício de saúde específico ou alguém que não conseguiu fazer uma viagem necessária no meio da pandemia porque não conseguiu as informações corretas.

Um especialista em SEO pode facilmente ignorar as consequências disso. Como não são “incentivos comerciais” e são fáceis de medir, pode ser desafiador entender o desempenho de tais sites. Você pode saber sobre visitas ou impressões, mas não é simples saber se o site atendeu às informações necessárias.

Esse é o nível de responsabilidade que acompanha o trabalho desenvolvido nos sites relacionados ao governo, e é por isso que é de extrema importância pensar sobre isso com a perspectiva do SEO. As informações devem ser facilmente encontradas e acessadas, independente do dispositivo e da escolaridade do usuário. Isso é muito mais difícil do que parece.

Tecnicamente falando, todas as pessoas de um país podem ser um usuários em potencial. Todos os adultos de um país visitarão o site da Agência de Arrecadação de Impostos (IRS nos EUA, SII no Chile, AFIP na Argentina, etc.) várias vezes ao ano. O mesmo se aplica às empresas. Essa demanda por informações pressiona não apenas o desempenho, mas também a clareza da linguagem, usabilidade e acessibilidade.

Onde começar

Agora que já obtemos um pouco de conhecimento sobre o que é SEO para agências governamentais, o escopo desses sites e o alcance que os sites têm, vamos agora mergulhar em alguns pontos-chave que sua estratégia de SEO, para esses tipos de sites, deve levar em consideração, se você deseja que seus cidadãos encontrem as informações certas por meio da fonte mais confiável (também conhecida como você).

I – Seja claro e tenha uma estratégia de palavras-chave: Como vimos antes, como quase todo cidadão é um possível visitante, devemos escrever com o máximo de clareza possível, tentando descobrir como as pessoas procuram informações e captar as idéias para ver se o governo destaca as respostas. Uma ótima estratégia de palavras-chave é a primeira etapa. Você deve criar conteúdo relacionado diretamente com as pesquisas do público.

II – Atualizações rápidas: Como mencionamos, as pessoas buscam informações em tempo real. Para obter cliques, os sites de mídia, continuamente, são aqueles que publicam informações não oficiais, e por este motivo podem gerar mal-entendidos. Por esta razão, os órgãos governamentais, como fonte oficial de informações, devem publicar as informações assim que forem confirmadas. Primeiro, para estar na linha de frente ao abrir o Google e, segundo, para começar a se posicionar como uma fonte confiável de informações para os usuários.

III – UX: Você não pode simplesmente presumir que seus usuários “importantes” terão um dispositivo, sistema operacional ou navegador específico. Desempenho de alto nível, sites rápidos e renderização eficiente (se necessário) fazem parte da equação. Se você se preocupa com a inclusão digital, principalmente para pessoas de baixa renda, você deve projetar tendo em mente dispositivos de baixo custo e redes lentas.

IV – Continuidade do serviço: É necessário preparar o site para sobrecargas dos usuários em momentos específicos. Alguns eventos são fáceis de detectar com antecedência (temporada de impostos, por exemplo), e outros aparecem repentinamente (como desastres naturais).

IV – Use o esquema de FAQs: Muitas das informações que as pessoas procuram podem ser respondidas diretamente nas páginas de busca. Com a otimização de SEO adequada, o conteúdo oficial pode ter  uma classificação elevada e aparecer nos resultados de rich snippets.

É hora de agir

As agências governamentais muitas vezes não dão a importância que seus sites oficiais merecem, gastando muito dinheiro em campanhas publicitárias para espalhar sua mensagem aos cidadãos, usando um vocabulário técnico e tendo sites com uma experiência de usuário péssima. Podemos evitar isso implementando uma estratégia de SEO para melhorar seu alcance a todo o país. No final, isso ajudará o site a se tornar a fonte oficial, não só do Google, mas também dos cidadãos, ajudando-os a encontrar as informações necessárias.

Artigos relacionados

Tópicos em alta

Blockchain
Technology

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba as últimas notícias, postagens selecionadas e destaques. A gente promete nunca enviar spam.

O Estúdio de Marketing Digital combina uma abordagem orientada por dados com criatividade com visão de futuro para detectar e resolver os desafios de marketing digital mais urgentes e profundamente enraizados das organizações, trabalhando de forma multifuncional e aproveitando a tecnologia para projetar, criar e executar soluções inovadoras e de alto impacto. estratégias que superam os objetivos do negócio.